O mal de Skinner box e como evitar

           Skinner Box foi um experimento de um famoso psicólogo chamado B. F. Skinner. Na época, a psicologia conseguiu condicionar apenas reações (exemplo: condicionar uma pessoa a ter medo de um objeto), mas o experimento de Skinner foi além para provar que é possível condicionar decisões, ou seja, ações conscientes. O experimento era feito usando pombos em uma caixa com um botão, onde toda vez que o botão é pressionado o pombo recebe comida.

 

           Duas conclusões importantes foram tiradas dos estudos de Skinner: a primeira é que o condicionamento operacional funciona com humanos, e a segunda é que simplesmente recompensar alguém toda vez que ele executar uma ação não é a melhor maneira de fazê-la continuar executando essa ação. Necessidades biológicas não podem ser estimuladas para sempre, dado que existe um ponto de satisfação (saciedade) para aquela ação, agora ações fora da questão biológica não possuem saciedade, e muitos jogos hoje em dia utilizam os estudos de Skinner para fazer com que as pessoas continuem a jogar muito além do ponto que o jogo já não é mais divertido ou interessante.

 

           Para criar um condicionamento, os jogos criam uma espécie de “agenda de recompensas” que prendem o jogador na busca de mais e mais recompensas. Esse efeito é facilmente notado em RPGs e seus elementos de leveling e loot, e é por isso que muitos jogos vêm incorporando elementos rpg. E apesar de usar Skinner box seja uma maneira barata e eficaz de condicionar mais e mais horas de jogo, não é a melhor opção levando em conta o respeito ao jogador.

 

           Existem outras maneiras de cativar o jogador que são consideravelmente mais respeitosas. Uma delas é o mistério:  mente humana por natureza adora desvendar um mistério, quem nunca jogou um jogo onde pensou “mas o que está acontecendo aqui? Vou continuar jogando para descobrir!”. Outra que pode ser citada é a novidade e apesar que essa possa ser a mais difícil de manter, trazer novo conteúdo regularmente para seus jogadores pode criar engajamento. Temos também a imersão, que cria um mundo de jogo tão cativante ao jogador que ele continua jogando apenas por ser um mundo onde ele gostaria de viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *